Home | Publicações Técnicas | Anais ZOOTEC | Artigos Científicos | Bioclimatologia e Ambiência | Avaliação dos parâmetros fisiológicos de caprinos da raça Canindé e Moxotó confinados no semi-árido Paraibano 1

Congresso Brasileiro de Zootecnia - ZOOTEC

Avaliação dos parâmetros fisiológicos de caprinos da raça Canindé e Moxotó confinados no semi-árido Paraibano 1

Tamanho da fonte: Decrease font Enlarge font
  1. Parte da Dissertação do primeiro autor
  2. Alunos do Programa de Pós-Graduação em Zootecnia da UFPB/CCA, Areia-PB. e-mail: jorialeilane@yahoo.com.br
  3. Prof. Adj. Depto. de Zootecnia/UFPB/CCA, Areia-PB,

 

Resumo: O experimento foi conduzido na estação experimental de São João do Cariri, região semi-árida paraibana, com o objetivo de avaliar o efeito de diferentes níveis de energia sobre os parâmetros fisiológicos e índice de adaptação de caprinos nativos das raças Moxotó e Canindé. Foram utilizados 40 animais, sendo vinte de cada genótipo. Os animais foram alojados em baias individuais de piso de chão batido. A ração fornecida foi à base de feno de maniçoba e concentrados. Os animais foram sorteados em duas dietas experimentais (D1 e D2), as quais diferenciarão em seu nível energético onde D1 = 2,7 e D2 = 2,2 Mcal, distribuídos em quatro tratamentos: (T1- Moxotó D1, T2-Canindé D1, T3- Moxotó D2 e T4 Canindé -D2). As avaliações dos parâmetros fisiológicos foram mensuradas, durante três dias da semana, os dados fisiológicos referem-se à temperatura retal (TR), freqüência respiratória (FR), freqüência cardíaca (FC) e temperatura superficial (TS). As temperaturas máximas e mínimas do período foram de 32ºC e 18ºC respectivamente.Em relação à temperatura superficial, os caprinos da raça Canindé apresentaram maiores temperaturas do que os da raça Moxotó. Não houve efeito nas temperaturas retais, entre raças e dietas. As freqüências cardíacas e respiratórias foram maiores para animais da raça Canindé alimentados com alto nível energético. Concluímos assim, que os animais ativaram seus mecanismos de termoregulação para adaptar-se bem ao ambiente evitando assim o estresse térmico.

Palavras-chave: bioclimatologia,conforto térmico, estresse calórico


Evaluate physiological parameters of goat natives of the races Moxotó and Canindé in halfbarren region of Paraíba

abstract: The experiment was lead in the experimental station of is João of the Cariri, paraibana half-barren region, with the objective to evaluate the effect of different levels of energy on the physiological parameters and index of adaptation of goat natives of the races Moxotó and Canindé. 40 animals, being twenty of each genotype had been used. The animals had been lodged in bay individual of beaten soil floor, provided with ‘comedouros ‘and water throughs. The supplied ration was to the hay base of maniçoba and concentrated. The animals had been drafted in two experimental diets (D1 and D2), which they will differentiate in its energy level where D1 = 2,7 and 2,2 D2 = Mcal, distributed in four treatments: (T1 Moxotó D1, T2-Canindé D1, T3 Moxotó D2 and T4 Canindé - D2). The evaluations of the physiological parameters had been mensuradas, during three days of the week, the physiological data mention the retal temperature to it (TR), respiratory frequency (FR), cardiac frequency (FC) and superficial temperature (TS). Daily the maximum and minimum temperatures of each shed had been surveyed and made to the average of the period. We find differences significant, when if it relates to the superficial temperature between the races. It did not have effect in the retais temperatures, as much between races how much between diets. The cardiac and respiratory frequencies had been different in relation to the races and diets. One concludes that the animals had activated its mechanisms of termoregulação to adapt themselves to the environment thus preventing estresse it well thermal.

Keywords: bioclimatological, caloric stress, thermal comfort


Baixar anexo


Adicionar para:    Adicionar ao Delicious Delicious  |  Adicionar ao Twitter Twitter  |  Adicionar ao LinkedIn LinkedIn

Assinar feed dos comentários Comentários (0 postado):

Poste seu comentário comment

Digite o código oculto na imagem abaixo:

  • email Enviar a um amigo
  • print Versão para impressão
  • Plain text Texto
Avaliar este artigo
0
Tags
Nenhuma tag para este artigo